Edir Macedo sobre gays: "Jesus não incriminou ninguém"


Edir Macedo, líder da Igreja Universal do Reino de Deus, voltou a adotar uma postura de tolerância com a comunidade LGBT, há duas semanas. Em seu programa de rádio, o líder criticou a postura de religiosos contrários aos gays, afirmando que Jesus não fez isto, mesmo que em sua época já existissem gays e lésbicas.

Segundo o Brasil Post, a declaração foi corroborada nesta terça-feira (1º) ao jornalista Ricardo Feltrin, do portal UOL, em entrevista. O bispo declarou que “o Senhor Jesus deu um excelente exemplo de mensagem para todos os pecadores: Não incriminou ninguém, exceto os RELIGIOSOS HIPÓCRITAS (grifo do próprio Macedo)”.

Contudo, a posição do líder da Universal não foi de apoio, mas apenas de não-discriminação. “A Universal sempre aceitou e aceita todos os homossexuais, como acolhe qualquer ser humano do jeito que ele é. Nossa missão é pregar o Evangelho a TODA CRIATURA (grifo de Macedo), independentemente do que ela é, faz ou deixa de fazer. São criaturas humanas que carecem de conhecimento do Evangelho como quaisquer outras”, completou. - 
Notícias Ao Minuto

Ao instalar comissão, Renan repete versos de Valesca Popozuda: ‘tiro, porrada e bomba não resolve’

Ao instalar a comissão especial que irá analisar as 28 propostas da Agenda Brasil, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) recorreu a versos da funkeira Valesca Popozuda para dizer que é fundamental abandonar intrigas políticas e se buscar a união de partidos, sociedade e da presidente Dilma Rousseff para aprovar as soluções para salvar a Nação. Em um discurso inflamado, Renan disse que a prioridade da Agenda Brasil é destravar os pés da economia, dar segurança jurídica, criar ambiente de negócios, recuperar a credibilidade do Brasil e evitar , acima de tudo, a perda do grau de investimento do país.

— Tiro, porrada e bomba, como diz versos da música contemporânea, não reerguem nações, espalham ruínas e só ampliam escombros. Não seremos sabotadores da Nação — discursou Renan, repetindo trecho de música da funkeira carioca que responde a amigas invejosas que querem sua derrota.

A comissão especial será presidida pelo senador Otto Alencar (PSD-BA), e terá, como vice-presidente o senador Romero Jucá (PMDB-RR). O relator será Blairo Maggi (PR-MT), mas Renan anunciou que a ideia é ter mais dois vice-presidentes e relatores setoriais, com indicações de senadores da oposição, inclusive. Ele contou que no encontro hoje, com a presidente Dilma, ouviu dela que o governo apoiará a votação das matérias com a celeridade com que se votou cerca de 40 proposições para responder as ruas, em 2013.

No discurso, ao defender o apoio suprapartidário, Renan disse que nos ciclos históricos de maior gravidade, os momentos como o que o Brasil vive hoje, não comporta omissão de ninguém.

— Inércia e abulia são atalhos para a ruína. Não seremos narradores desse precipício. A crise não é apocalíptica, mas exige de todos nós engajamento total — disse Renan.

Ele voltou a negar que a Agenda Brasil seja um instrumento para salvar a presidente Dilma ou reaproximá-lo do governo. Disse que não é oposição nem governo, e como presidente do Congresso Nacional, diz que a Agenda Brasil é para a Nação e ela desautoriza “devaneios” políticos.

— Não é uma tentativa de aproximação com ninguém, mas um afastamento da crise. O governo tem prazo de validade, a Nação não tem prazo de validade. E os novos tempos não permitem intrigas — disse Renan.

Renan voltou a cobrar do governo corte de gastos, venda ativos e criação de políticas para retomada do crescimento. Mas na conversa com Dilma, pela manhã, ele disse que não houve qualquer avanço sobre a disposição de cortar dez ministérios. Renan disse que a Agenda Brasil não é apenas uma carta de intenções e espera que as propostas saiam rapidamente do papel para desamarrar a economia do país. E será uma alternativa a criação de tantos impostos.

— Com a Agenda Brasil vamos buscar a cura para a ressaca econômica e a sede insaciável por novos impostos — discursou Renan. - Agência O Globo

Brasil treina com Lucas Lima e Hulk titulares, Kaká no banco e sem Neymar para amistoso

O técnico Dunga já tem uma ideia de time para enfrentar a Costa Rica, em amistoso marcado para este sábado, nos Estados Unidos. Em treino realizado nesta terça-feira, no CT do New York Red Bulls, o treinador montou a equipe sem Neymar e com o veterano Kaká, do Orlando City, no banco de reservas.

Neymar não começará jogando porque o comandante quer testar o time sem o craque do Barcelona, já que ele não poderá jogar as duas primeiras partidas das eliminatórias para a Copa do Mundo (contra Chile e Venezuela) devido à suspensão que sofreu na Copa América, quando foi expulso.

Por isso, Dunga escalou Hulk, que retornou às convocações da seleção, como titular no ataque. O plano do treinador agradou o atleta do Zenit, que, horas mais cedo, havia dito que gostaria de jogar "mais próximo ao gol", diferente da Copa do Mundo, quando atuou pelas pontas.

No meio-campo, o treinador colocou Lucas Lima, do Santos, como titular ao lado de Willian, do Chelsea, e Douglas Costa, que vem fazendo grande início de temporada pelo Bayern de Munique. Já na zaga, dois atletas do PSG: Marquinhos e David Luiz.


Também chamou a atenção a presença do goleiro Jefferson, que vem de um período lesionado no Botafogo, como titular, em detrimento de Marcelo Grohe, que vem jogando regulamente pelo Grêmio.

A ausência mais sentida, por sua vez, foi a de Miranda, recentemente contratado pela Inter de Milão, que ficou no hotel fazendo trabalhos específicos.

A escalação foi: Jefferson; Danilo, Marquinhos, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho, Lucas Lima, Willian e Douglas Costa; Hulk.

Já os reservas, com um a menos na linha, devido ao desfalque de Miranda, treinaram com: Alisson (depois Grohe); Fabinho, Gabriel Paulista e Douglas Santos; Elias, Rafinha, Coutinho e Kaká; Lucas, Neymar e Firmino.

Brasil e Costa Rica se enfrentam neste sábado, às 17h (horário de Brasília), no estádio do NY Red Bulls, na cidade de Harrison, em Nova Jérsei. A seleção canarinho volta a campo na terça, quando encara os Estados Unidos.

Prefeitura Municipal de Orocó, PE, abre inscrição para Concurso Público

Começaram nessa segunda-feira (31) as inscrições para o Concurso Público para a Prefeitura Municipal de Orocó, no Sertão pernambucano. São disponibilizadas 243 vagas para cargos em todos os níveis de escolaridade. O salário varia entre R$ 788 e R$ 9 mil. As inscrições seguem até 23 de setembro. A Consulpam é a empresa organizadora pelo concurso.
As inscrições devem ser realizadas pelo site da Consulpam ou na Central do Concurso que fica na Sala de Identificação da Junta Militar das 8h às 12h e 14h às 17h. Os candidatos que quiserem solicitar a isenção das inscrições têm até esta terça-feira (1º) e precisam apresentar a documentação exigida no edital. 5% das vagas serão destinadas a candidatos com deficiência.
A taxa de inscrição para os cargos de Nível Fundamental é de R$ 65. Já para os dos Níveis Médio e Técnico é de R$ 85 e R$ 150 para os cargos de Nível Superior. O pagamento deverá ser feito por boleto bancário. O concurso tem validade de dois anos e pode ser prorrogado pelo mesmo período.
O concurso será dividido em duas fases: prova escrita e prova de títulos. A prova está marcada para o dia 1º de novembro de 2015 e os gabaritos preliminares estão previstos para serem divulgados no dia 3 do mesmo mês. Outras informações no edital.
Serviço
Central do Concurso fica na Av. Prefeito Ulisses de Novaes  Biones, 71,  Centro, Orocó-PE
calumbiO prefeito de Calumbi, Joelson, saiu do sério no encerramento da Festa de Padre Cícero do município, ao ser vaiado por uma parte do público. Enfrentando problemas de popularidade de toda ordem, o prefeito se viu obrigado a subir ao palco para justificar o atraso para os shows começarem.
Segundo Joelson, havia um problema técnico que impedia o início do show do cantor Sandryno Ferraz. Outra alegação é que a atração havia chegado com atraso à cidade.
Ao subir ao palco, o prefeito começou a ser vaiado pelo público e rebateu: “Vocês são palhaços, são bonecos, meninos, vagabundos e são pessoas que não tem dignidade nem coerência”, disse, dando a entender que as vaias partiram apenas de opositores. -  Blog Alvinho Patriota 

Dólar fecha em alta após atingir R$ 3,70 pela primeira vez desde 2002

dolarO dólar fechou em alta nesta terça-feira (1) após atingir R$ 3,70 pela primeira vez desde 2002, refletindo a aversão ao risco nos mercados externos diante de renovadas preocupações com a China e nervosismo com a possibilidade de o Brasil perder seu selo de bom pagador nos mercados diante da deterioração das contas públicas.
A moeda norte-americana subiu 1,68%, a R$ 3,688. Este é o maior nível de fechamento desde 13 de dezembro de 2002, quando a moeda terminou o dia cotada a R$ 3,735, segundo a Reuters.
Na máxima do dia, perto das 16h, a divisa norte-americana alcançou R$ 3,7040, maior nível intradia desde 13 de dezembro de 2002 (R$ 3,7750).
Fonte: G1

Crise obriga Compesa a reduzir horário de funcionamento

http://didigalvao.com/blog/wp-content/uploads/2015/08/comunicado-1.jpgA crise fiscal que aflige a União, estados e os municípios obrigou as repartições públicas estaduais a reduzirem o horário de funcionamento de 8h às 12h e de 13 às 17h.
A carga horária continua a mesma (8 horas/dia), mas com 1 hora a menos para o almoço. A finalidade é economizar R$ 4 milhões nas contas de energia até dezembro deste ano.
De acordo com a assessoria do presidente da Compesa, Roberto Tavares, a partir desta terça-feira (1º) o expediente de trabalho abrangerá as atividades administrativas e gerências regionais, e será de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h.
Atualmente, a Companhia funciona das 8h às 12h e das 13h30 às 17h30. As lojas de atendimento continuarão com o mesmo horário ao público: das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda à sexta. Aos sábados, o expediente também permanecerá inalterado, das 8h às 12h.
Além disso, os clientes podem solicitar os serviços da Compesa no “Expresso Cidadão” do Shopping RioMar, Cordeiro, Peixinhos, Garanhuns, Caruaru e Petrolina, de segunda a sexta-feira, das 8h às 19h30 e aos sábados das 8h às 12h.
Já o atendimento no Call Center será o mesmo, 24 horas por dia. Para solicitação de serviços de vazamento de água ou extravasamento de esgoto, o telefone é o 0800 081 0185. Já para o atendimento comercial e informações, o número é o 0800 081 0195.

No Vermelho: Pela primeira vez, Governo prevê fechar 2016 em déficit

Pela primeira vez, o governo entregou ao Congresso Nacional um projeto de Orçamento prevendo gastos maiores que as receitas (déficit). A estimativa para 2016 é um déficit inédito de R$ 30,5 bilhões, o que representa 0,5% do Produto Interno Bruto (PIB). De acordo com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, a previsão de crescimento econômico é de 0,2% no ano que vem. A inflação estimada pelo governo é de 5,4%, e o salário mínimo proposto é de R$ 865,50.

Em entrevista no Palácio do Planalto nesta segunda-feira (31), Nelson Barbosa afirmou que o governo continuará adotando medidas para melhorar os resultados das contas públicas em 2016 por meio do aumento de tributos e venda de participações acionárias, além de novas concessões.
No documento, o governo da presidente Dilma Rousseff admite formalmente que a meta fiscal, de 0,7% do PIB em 2016, fixada em julho deste ano, não será atingida. Essa meta já era inferior ao objetivo inicial do governo, anunciado em novembro do ano passado, de que o setor público registraria um superávit primário de ao menos 2% do PIB em 2016 (que correspondia a R$ 126,7 bilhões).
Devem ser revistas as tributações sobre smartphones, vinhos e destilados, entre outros produtos, para aumentar a arrecadação em R$ 11,2 bilhões. Essas mudanças devem ser feitas por meio de atos administrativos e por envio de Medida Provisória (MP) ao Congresso. Com a ampliação do processo de concessões e venda de imóveis, além do aperfeiçoamento e aumento da cobrança da dívida ativa da União, o governo espera receber R$ 37,3 bilhões.
O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, declarou que o governo está adotando uma série de medidas que representam sacrifício, como redução dos ministérios. "A gente sabe onde a gente quer chegar, a gente sabe como vai chegar, que é através de reformas, é fazer o Brasil mais justo simples, eficiente através de medidas legislativas em alguns casos. Precisa de uma ponte para assegurar a estabilidade fiscal, com receitas para cobrir despesas no curto prazo, podem ser ações provisórias, mas é importante considerá-las", disse Levy.

Dirceu é indiciado na Lava Jato por quatro crimes

A Polícia Federal (PF) concluiu, hoje, dois inquéritos da Operação Lava Jato e indiciou 14 pessoas, entre elas, o ex-ministro José Dirceu, que está preso na carceragem da corporação, em Curitiba, há quase um mês. O ex-ministro foi indiciado pelos crimes de formação de quadrilha, falsidade ideológica, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.
Além de Dirceu, foram indiciados em um dos inquéritos: Luiz Eduardo de Oliveira e Silva, Roberto Marques, Julio Cesar dos Santos e Camila Ramos de Oliveira e Silva. Já no outro procedimento foram indiciados: Milton Pascowitch, José Adolfo Pascowitch, Fernando Horneaux de Moura, Olavo Horneaux de Moura, Renato Duque, João Vaccari Neto, Gerson Almada, Cristiano Kok, e José Antunes Sobrinho.
A partir da conclusão do inquérito policial, o Ministério Público Federal (MPF) pode apresentar uma denúncia à Justiça Federal contra os indiciados pela PF. Com a denúncia apresentada, cabe ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato na primeira instância, aceitá-la ou não. Se aceita, os denunciados passam a ser réus, respondendo pelos crimes na Justiça. (Via: O Globo)

Eduardo Cunha diz que Dilma o chamou para conversar

Cunha anuncia rompimento da Câmara com AGU para casos nas cortes superiores: O presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ)

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB/RJ), confirmou que a presidente Dilma Rousseff o chamou para uma conversa nesta segunda-feira, 31. Ao Estado Cunha afirmou que recebeu o convite, mas como está em Nova York, nos EUA, só responderá na terça, 1 de setembro. "Ela chamou para hoje, mas estou fora. Amanhã, quando chegar, verei", afirmou o deputado. Ele está nos EUA desde o fim de semana para participar de uma conferência com  chefes de parlamentos de todo o mundo na sede da Organização das Nações Unidas (ONU). 

Este pode ser o primeiro encontro dos dois desde que Cunha anunciou o rompeu oficialmente com o governo Dilma em julho. O presidente da Câmara afirma que é perseguido e defende que o Planalto trabalha nos bastidores para incriminá-lo na operação Lava Jato. O rompimento ocorreu depois que o ex-consultor da Toyo Setal Júlio Camargo relatou à Justiça Federal do Paraná que Cunha lhe pediu propina de US$ 5 milhões. O parlamentar  e o governo, no entanto, estão em confronto desde a eleição do deputado para a presidência da Câmara. Depois, o peemedebista aprovou  uma série de pautas reprovadas pelo governo. 

A expectativa é de que os dois conversem sobre o anúncio de que o Planalto irá enviar à Câmara uma proposta de orçamento para 2016 com previsão deficitária.  O vice-presidente Michel Temer (PMDB) afirmou também nesta segunda-feira que  a proposta é  "extremamente preocupante", mas que é algo necessário para a transparência. "É para registrar a transparência absoluta das questões orçamentárias, ou seja, não há mais maquiagem nas contas", disse Temer em evento promovido pela revista Exame. -