Programação Oficial do Carnaval 2016 de Belém do São Francisco


A Prefeitura de Belém do São Francisco, no sertão de Pernambuco, divulgou, na última quarta-feira (27), a Programação Oficial do Carnaval 2016. 

A festa têm início no dia 5 de fevereiro e segue até o dia 9. As atividades são gratuitas e a maioria ocorre na Av. Coronel Jerônimo Pires. 

Entre as principais atrações estão a Banda Santa Dose, o cantor Pedro Chefe, a Banda Torpedo, Forró do Tchê, Pagodão SA, Faringes da Paixão, a Banda Voa Voa e o Cantor Mano Walter. Já no Pólo Beira Rio, a folia terá início no domingo (07) e seguirá até a terça (09) com trio elétrico e banda locais.

O carnaval de Belém do São Francisco já é tradição e promete atrair milhares de foliões de todos os cantos do país para curtir ao lado dos primeiros bonecos gigantes do Brasil, os famosos Zé Pereira e Vitalina.

O evento é realizado pela Prefeitura Municipal e conta com o apoio da Fundarpe, Empetur e Governo do Estado.

PÓLO CEL. JERÔNIMO PIRES

Sexta (05) 
20h Farra na Balada
21h Voa Voa
23h Santa Dose
01h Primes do Vale

Sábado (06)
19h Desfile das Virgens
20h Silighaê
21h Primes do Vale
23h Forró do Tchê
01h Perfume Elétrico

Domingo (07)
20h Silighaê
21h Ranieri
23h Evolughetto
01h Mano Walter

Segunda (08) 
20h30 Perfume Elétrico
22h30 Axé Camaleão
00h30 Banda Torpedo

Terca (09)
20h Pagodão SA
21h30 Faringes da Paixão
23h30 Evolughetto
01h30 Pedro Chefe

PÓLO BEIRA RIO

Domingo  - 14:00 as 18:00
Swing Massa
Paixão Fatal 

Segunda - 14:00 as 18:00
Leo Pimenta e Banda
Swing Massa

Terça - 1:30 as 18:00
Paixão Fatal
Swing Massa
Leo Pimenta e Banda

IBÓ
Domingo (07) 
Ibó Show
Terça (09)
Zé Pilé e Cia

CACHAUÍ
Segunda (08)
Zé Pilé e Cia

RIACHO PEQUENO
Terça (09)
Zé Pilé e Cia

*Os horários das apresentações podem sofrer alterações.

MPPE recomenda a mais 15 municípios para priorizar o pagamento da folha em vez do Carnaval

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou a mais 15 prefeitos que não realizem gastos com o Carnaval, especialmente festas e shows, utilizando recursos públicos municipais enquanto a folha de pessoal do município estiver atrasada, incluindo os casos em que a inadimplência atinge apenas parcela dos servidores municipais, e mesmo que estes sejam ocupantes de cargos comissionados e contratados temporários.

Desta vez as recomendações são direcionadas aos gestores municipais de Mirandiba (Bartolomeu Tiburtino de Carvalho Barros), Itaíba (Juliano Nemésio Martins), Jataúba (Carlos Lucinaldo da Silva), Brejo da Madre de Deus (José Edson de Sousa), Pesqueira (Evandro Mauro Maciel Chacon), Ribeirão (Romeu Jacobina de Figueiredo), Santa Cruz do Capibaribe (Edson Vieira), Palmares (João Bezerra Cavalcante Filho), Paudalho (José Pereira de Araújo), Alagoinha (Maurílio de Almeida Silva), Arcoverde (Madalena Britto), Inajá (Leonardo Xavier Martins), Quipapá (Cristiano Martins), Escada (Lucrécio Jorge Gomes Pereira da Silva) e Poção (José Waldeilson). O município de Ribeirão também não deve realizar gastos com a Festa Municipal da Cana.

Os promotores de Justiça Thinneke Hernalsteens (Mirandiba), Ademilton das Virgens Carvalho Leitão (Itaíba), Jataúba e Brejo da Madre de Deus (Antônio Rolemberg Feitosa Júnior), Andréa Magalhães Porto Oliveira (Pesqueira), Emanuele Martins Pereira (Ribeirão), Natália Maria Campelo (Santa Cruz do Capibaribe), João Paulo Pedrosa Barbosa (Palmares), Carlos Eduardo Domingos Seabra (Paudalho), Andréa Magalhães Porto Oliveira (Alagoinha), Carolina de Moura Cordeiro Pontes (Quipapá), Emanuele Martins Pereira (Escada) e Filipe Wesley Leandro Pinheiro da Silva (Poção) ressaltam que há notícias de municípios, mesmo na situação de atraso de folha de pagamento, prevendo gastos com o carnaval, especialmente festas e shows, conforme consta no ofício do Ministério Público de Contas – TCMPCO – MP n°008/2016, de 18 de janeiro deste ano. Entende-se que os gestores, ao realizarem gastos com festa carnavalesca enquanto as folhas salariais dos servidores estão atrasadas, em parte ou na sua totalidade, violam o princípio da moralidade administrativa, previsto no caput, artigo 37, da Constituição Federal.

Os gestores devem informar ao MPPE, mediante ofício, as providências adotadas para dar cumprimento às recomendações do MPPE.

Ação conjunta: As recomendações são resultado de uma ação conjunta do MPPE com o Ministério Público de Contas (MPCO-PE) para que os promotores de Justiça emitam recomendações (ou outro instrumento jurídico adequado) para os prefeitos dos municípios que se encontram inadimplentes com o pagamento de folhas salariais de servidores municipais, além dos comissionados e temporários, e, em paralelo, se preparam para realizar gastos com o Carnaval, inclusive festas e shows, alertando-os da violação aos princípios da administração pública, especialmente aos princípios da eficiência e moralidade administrativa.(Via: MPE/PE Notícias)

PRF inicia Operação Carnaval nesta sexta-feira; BRs 232 e 104 na mira

Tem início à zero hora da próxima sexta-feira (05) e vai até a meia-noite da quarta-feira de cinzas (10), a Operação Carnaval da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que terá como foco a redução da violência no trânsito e o combate à criminalidade em Pernambuco. A fiscalização da PRF será concentrada nas rodovias que levam aos principais destinos carnavalescos de Pernambuco, como Recife, Olinda, Bezerros, Arcoverde, e Petrolina, além do litoral Norte e Sul, bastante procurados nessa época.

A exemplo de anos anteriores, serão montados comandos para proporcionar mais segurança a quem participa do bloco dos Papangus, no domingo de Carnaval, em Bezerros. A movimentação de veículos do interior para a capital, principalmente pela BR 232 e 104, será acompanhada por comandos que irão direcionar a fiscalização para coibir as infrações que mais ocasionam acidentes graves, como o excesso de velocidade, as ultrapassagens em local proibido e a mistura de álcool e direção.

Durante as abordagens também serão verificados o uso adequado do cinto de segurança e do dispositivo de retenção para crianças, assim como o uso regular de motocicletas e ciclomotores. A multa para quem trafega sem capacete, por exemplo, é gravíssima, no valor de R$191,54, e prevê a suspensão do direito de dirigir e o recolhimento do documento de habilitação.

A operação ocorre de forma integrada com o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE), Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTRAN), equipes da Operação Lei Seca, Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), bem como os órgãos municipais de trânsito de cada localidade onde os festejos acontecem.

Antes de pegar a estrada, o motorista deve realizar uma revisão no seu veículo, estar com a documentação dentro da validade e programar a sua viagem. Os deslocamentos durante o dia são mais recomendados, pois favorecem a visibilidade da rodovia, e a utilização do cinto de segurança, além de ser obrigatória, reduz em até 75% o risco de morte no caso de acidentes. Restrição em pista simples Para melhorar a segurança e a fluidez neste Carnaval, a PRF irá restringir o tráfego de alguns veículos de carga em rodovias de pista simples.

Caminhões bitrens, com dimensões excedentes e caminhões cegonhas devem obedecer aos períodos de restrição abaixo:
05/02 (sexta-feira) – das 16h às 24h
06/02 (sábado) – das 6h às 12h
09/02 (terça-feira) – das 16h às 24h
10/02 (quarta-feira) – das 06h às 12h

Belém, Inajá e Petrolândia entre as cidades que mais empregaram em 2015 no Sertão

(Municípios são únicos sertanejos no ranking)
A alta do desemprego foi uma das más notícias mais recorrentes ao longo de 2015.
No ano passado, cerca de 1,5 milhão de vagas de trabalho foram fechadas em todo o País, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).
Apesar de o número ser o pior da série histórica, iniciada em 1992, algumas cidades de Pernambuco e do Brasil caminharam no sentido contrário, abrindo milhares de vagas de trabalho. (Via: JC)

Assinada ordem de serviço das obras na BR-316 entre Canapi-AL e Inajá-PE

O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), por meio da Superintendência Regional de Alagoas, autorizou nesta última terça-feira dia (02), o início das obras de pavimentação do trecho da BR-316, entre o povoado Carié, em Canapi no Sertão de AL, e a cidade de Inajá no Sertão de PE..

A ordem de serviço foi assinada pelo superintendente substituto do (DNIT), o engenheiro Fabrício de Oliveira Galvão. As obras de implantação e pavimentação do trecho de 49 quilômetros da rodovia federal serão executadas pelo consórcio Ápia-Convap-Consol e deverão ser concluídas no prazo de dois anos e seis meses.

O prefeito de Canapi, Celso Luiz (PMDB), participou da solenidade de assinatura da ordem de serviço e deixou certo com as construtoras participantes do consórcio que o escritório-sede será montado em Canapi, o que resultará na geração de centenas de empregos diretos e indiretos, aumentando significantemente a arrecadação de impostos no município.

O trecho da BR-316 passa pelos municípios de Canapi, Inhapi e Mata Grande e é o único da referida rodovia que não é pavimentado, embora seja importante via de escoamento da produção na região. A pavimentação dessa estrada é uma reivindicação antiga da população que já realizou vários protestos em busca de soluções. (Por Jota Silva/Site Minuto Sertão)

TJPE funciona em regime de plantão durante o Carnaval

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) funcionará em regime de plantão no Carnaval. De 6 a 10 de fevereiro, as atividades judiciais ficarão suspensas, funcionando em regime de plantão para atender as demandas urgentes de caráter cível e criminal, como habeas corpus, mandados de segurança e medidas cautelares. As atividades retornarão ao normal em todas as unidades judiciárias no dia 11 de fevereiro.
Na próxima sexta-feira, o expediente do Judiciário estadual será das 7h às 13h. À tarde, o TJPE funcionará das 13h às 17h. O plantão judiciário do 1º Grau na Capital acontece no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, na Ilha Joana Bezerra. Os plantões do 1º Grau serão realizados também em 14 unidades judiciárias da Região Metropolitana do Recife (RMR) e do Interior.
As unidades da RMR e do Interior que atenderão os municípios circunvizinhos são: Jaboatão dos Guararapes, Cabo de Santo Agostinho, Olinda, Nazaré da Mata, Limoeiro, Vitória de Santo Antão, Palmares, Caruaru, Garanhuns, Arcoverde, Afogados da Ingazeira, Serra Talhada, Ouricuri e Petrolina.
Já o plantão judiciário do 2º Grau será realizado no Núcleo de Distribuição e Informação Processual, localizado no térreo do Palácio da Justiça, no bairro de Santo Antônio, também no horário das 13h às 17h.
Sábado – O esquema de plantão judiciário no sábado sofrerá alterações em virtude do desfile do Galo da Madrugada. O plantão do 1º e 2º Graus funcionará, exclusivamente, no Fórum Desembargador Rodolfo Aureliano, das 13h às 17h. O TJPE também atenderá a população durante o desfile do Galo da Madrugada, no Juizado do Folião.
O atendimento no Juizado do Folião terá dois polos: Fórum Thomaz de Aquino, na Avenida Martins de Barros; e Estação Central do Metrô do Recife. O serviço vai funcionar das 13h às 21h. Nos locais, serão atendidos casos que envolvem delitos de menor potencial ofensivo cujas penas não ultrapassem dois anos de prisão, como agressões, atos obscenos, brigas, danos ao patrimônio público e provocação de tumulto. Os casos considerados mais graves serão redirecionados a outros órgãos da Justiça Estadual.
Aeroporto – O Juizado Especial Cível do Aeroporto do Recife atuará normalmente durante o Carnaval, efetuando acordos céleres nos casos de conflitos entre passageiros e empresas de aviação. A unidade funciona das 7h às 19h, no 1º andar da Ala Sul do Aeroporto Internacional Gilberto Freyre/Guararapes. No sábado de Carnaval, a unidade será coordenada pelo juiz Auziênio Carvalho; nos demais dias de folia, a juíza Nicole de Farias Neves estará à frente do posto de atendimento. 

"Vamos ter um Carnaval seguro, com muita polícia na rua"; Diz Governador

O governador Paulo Câmara afirmou, nesta quarta-feira (03), que o Governo de Pernambuco vai garantir um Carnaval de paz e de muita tranquilidade para toda a população, como tradicionalmente acontece. O chefe do Executivo frisou que a possibilidade da ocorrência de uma greve dos policiais civis no período momesco, como defende um grupo do sindicato da categoria, atende a interesses políticos, que promovem em “um desserviço à população”.

“A gente vai cumprir a nossa obrigação. Vai ter muita polícia na rua, Polícia Militar e as delegacias estarão abertas. Vamos oferecer as condições adequadas para o folião brincar, da forma que tem que brincar”, afirmou, destacando a situação da Polícia Civil: “Entrar em greve em pleno sábado de Carnaval é um desserviço ao cidadão. Não vai resolver o problema da segurança pública. E não vai ter nenhum benefício para a categoria. Vai apenas prejudicar uma população que quer ter, em quatro dias de Carnaval, a condição de brincar com paz”.


O governador ainda refutou o argumento utilizado por alguns integrantes do sindicato para justificar a possível paralisação, de que haveria um descumprimento de um acordo feito, no ano passado, na mesa de negociação entre o Estado e os profissionais. “Nós comunicamos, desde o início da semana, que o Projeto de Lei (PL) que altera o Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos da categoria vai ser enviado à Assembleia Legislativa após o Carnaval. Nós conversamos com eles e mostramos isso. Não há quebra de compromisso. Isso é uma ação que nós entendemos como política”, apontou Paulo.


“Eu tenho esperança que as policiais civis não entrem nesse jogo político. O nosso compromisso com os servidores está mantido. Agora, se insistirem na greve, isso tem que ser revertido, porque deixamos muito claro que o compromisso vai ser cumprido. E não há necessidade de se fazer algum tipo de movimento que vai, sem dúvida nenhuma, prejudicar a população. Nós não vamos deixar que prejudique”, assegurou o governador.

Vice-presidente da Câmara anula votação de parecer que pode cassar mandato de Cunha

O vice-presidente da Câmara dos Deputados, Waldir Maranhão (PP-MA), acaba de comunicar o deferimento do recurso favorável ao presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), no processo disciplinar em trâmite no Conselho de Ética. Como adiantou mais cedo o Broadcast Político, Maranhão já havia tomado a decisão, precisava apenas formalizá-la nesta tarde.

Ao aceitar o recurso do deputado Carlos Marun (PMDB-MS), Maranhão anula a votação do parecer prévio do relator Marcos Rogério (PDT-RO) e obriga agora o colegiado a voltar à análise da ação por quebra de decoro parlamentar do ponto da discussão da admissibilidade do processo.

Não é a primeira vez que Maranhão favorece o peemedebista. Em dezembro, o vice-presidente da Câmara deferiu um recurso destituindo o então relator do caso, deputado Fausto Pinato (PRB-SP). A medida tumultuou os trabalhos do Conselho e o presidente do colegiado, deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), escolheu Marcos Rogério para substituir Pinato.

Três recursos foram apresentados na Casa questionando a condução da ação disciplinar no colegiado, mais especificamente a não concessão de vista ao relatório preliminar de Marcos Rogério pedindo a continuidade do processo. No recurso analisado por Maranhão, Marun pedia a garantia de vista processual e que fossem declarados nulos "todos os atos eventualmente praticados após a negativa" da solicitação.

Hoje começaria a recontar o prazo de apresentação da defesa de Eduardo Cunha no Conselho. O PSOL, um dos autores da representação contra o peemedebista, acaba de protocolar um adendo à ação, incluindo informações da delação premiada do lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, e as denúncias de que o deputado teria mais cinco contas secretas no exterior. Segundo a Secretaria Geral da Mesa Diretora, caso seja permitido a junção de novas peças, o processo terá de voltar à estaca zero. 

Para Aécio, Dilma foi ao Congresso 'em busca de fotografia'

El candidato presidencial opositor Aécio Neves habla en una rueda de prensa en R...

Após o discurso da presidente Dilma Rousseff, o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), disse ter considerado "patéticas" a figura da presidente Dilma Rousseff no Congresso e as reações ao seu discurso. Para o líder da oposição, a petista veio ao Parlamento "mais em busca de fotografia" do que em busca do resgate de sua credibilidade. "O que ela buscou hoje foi o apoio do Congresso Nacional para o aumento da carga tributária", concluiu.

Na avaliação do candidato derrotado na campanha de 2014, Dilma repetiu a apresentação de propostas como se estivesse "assumindo hoje" seu mandato. O senador lamentou que a presidente da República não tenha feito "mea culpa" de seus erros no primeiro mandato. "Não vejo nela condições para pedir qualquer outro sacrifício à sociedade brasileira", comentou Aécio, se referindo aos apelos de Dilma para aprovação da volta da CPMF.

O senador destacou que qualquer discussão com a oposição sobre reformas terá de ter, prioritariamente, apoio da base aliada do governo. Ele lembrou que o PT, partido de Dilma, considera a proposta de reforma previdenciária "desnecessária" e que Dilma, além de aumento de impostos, "vende ilusões". "Lamentavelmente assistimos aqui a mais do mesmo, repetição de promessas vazias, de uma presidente que já não demonstra qualquer condição de tirar o Brasil do gravíssimo atoleiro no qual ela própria nos mergulhou", afirmou. Na previsão de Aécio, 2016 será mais um "ano perdido".

Sobre o discurso de Dilma relacionado a epidemia de zika vírus, o tucano enfatizou que o engajamento no combate deve ser de toda a sociedade. No entanto, ele pontuou a distribuição de cargos no governo em favor dos aliados do Palácio do Planalto. "Que autoridade tem a presidente de liderar esse processo de combate ao zika vírus tendo ela distribuído cargos a aliados seus, única e exclusivamente para ter votos e se manter no poder?", alfinetou. O ministro da Saúde, Marcelo Castro, foi indicado pelo PMDB na última reforma ministerial.

Aécio reconheceu o esfriamento dos ânimos em relação ao processo de impeachment de Dilma e disse que o clima para o afastamento da petista se dará com apoio da sociedade brasileira, a partir da piora dos indicadores econômicos. "A presidente e seus aliados não deveriam comemorar esse arrefecimento", declarou.

O senador tucano foi um dos que vaiaram Dilma durante o discurso no plenário. Na saída, o oposicionista disse que as vaias foram esperadas por causa da "repulsa às mentiras" e à proposta de aumento da carga tributária. "Presidente que em nenhum momento fez uma mea culpa sobre a sua responsabilidade com o que vem acontecendo com o Brasil, na verdade é uma presidente que vive em outro país e acho que zomba da inteligência do Congresso", disse.

Sobre a intenção do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de levar à votação o projeto de independência do Banco Central, Aécio disse que este é um momento perigoso. "Qualquer projeto que seja votado agora sem qualquer discussão prévia será arriscado e o PSDB quer discutir isso com muita intensidade. Não temos que correr contra o tempo. A bancada não se reuniu ainda sobre isso, mas vamos discutir." 

Tecnocrata. Outros deputados da oposição criticaram o discurso feito pela presidente Dilma Rousseff durante cerimônia de abertura dos trabalhos legislativos de 2016, nesta terça-feira, no Congresso Nacional. Para opositores, a petista fez uma fala "vazia" e "tecnocrata", sem apresentar propostas com real possibilidade de serem aprovadas.

"Nada mais vazio e tecnocrata. O discurso parecia um relatório", afirmou o líder do PPS na Casa, Rubens Bueno (PR). Na avaliação do parlamentar, mesmo diante de toda a crise política e econômica pela qual o País passa, Dilma não apresentou nenhuma proposta concreta para sair dessa situação.

"Muito blá blá blá e pouca ação", avaliou o líder do DEM, Mendonça Filho (PE). Para o democrata, a reforma da Previdência Social mencionada pela presidente é um contrassenso absoluto. "Você não tem a convicção e o apoio que precisa para aprovar a reforma nem mesmo do PT, partido dela", disse.

Para o líder da minoria na Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE), Dilma fez um discurso de "mais do mesmo". "Ela mencionou um ajuste de longo prazo, com a reforma da Previdência, mas sem apoio de seu partido, que é contra e já disse que vai trabalhar contra", comentou. 

Ximbinha proíbe Thábata Mendes de comentar saída da XCalypso

<p>Mais um capítulo na ‘novela mexicana’ da vida real da Banda Calypso. Após saída da ex-nova integrante, <a href="http://br.jetss.com/buzz/2016/01/agressivo-e-bebado-thabata-mendes-deixa-o-xcalypso-apos-discutir-com-ximbinha/">Thábata Mendes da banda alegando que não consegue mais lidar com o comportamente agressivo e bêbado de Chimbinha, agora a moça está proíbida de comentar o assunto para a imprensa.</a></p><p>Thábata Mendes está completamente reclusa e isolada após sua prematura saída da XCalypso, na última sexta-feira, 29. Não por vontade própria. Mas a loira, digamos, foi obrigada a não se pronunciar sobre nada do que a fez desistir de ficar ao lado de Ximbinha agora com X.</p><p>Tudo porquê, quando assinou o destrato, ou seja, o documento que dava a ela a liberdade de deixar a banda, soube de uma cláusula que a manteria calada por cinco dias. Thábata não pode dar entrevistas até o início do carnaval,, ou seja, sexta-feira, 5.</p><p>Vale lembrar que a parceria de Thábata na banda durou apenas três meses. A loira decidiu largar o projeto do ex-marido de Joelma após vários desentendimentos. Em meio a polêmica, Ximbinha apenas se pronunciou através de sua assessoria dizendo que o que houve foi “divergência conceitual sobre o projeto”, a gota d’água foi uma discussão entre a loira e o guitarrista após o show que a banda fez na cidade de Tibau, no Rio Grande do Norte, dia 16 de janeiro.</p><p>De acordo com uma fonte ligada a Thábata, ela não aguentava mais ser maltratada por Ximbinha: “Tudo o que foi publicado sobre ele é a mais pura verdade. A situação ficou insustentável para ela, que já vinha planejando isso há algum tempo”, conta a fonte. “Eles tiveram uma briga horrível no último show. Ele vive bêbado”.</p><br>Thábata Mendes na Praia de Pipa - Rio Grande do Norte

Mais um capítulo na ‘novela mexicana’ da vida real da Banda Calypso. Após saída da ex-nova integrante, Thábata Mendes da banda alegando que não consegue mais lidar com o comportamente agressivo e bêbado de Chimbinha, agora a moça está proíbida de comentar o assunto para a imprensa.
Thábata Mendes está completamente reclusa e isolada após sua prematura saída da XCalypso, na última sexta-feira, 29. Não por vontade própria. Mas a loira, digamos, foi obrigada a não se pronunciar sobre nada do que a fez desistir de ficar ao lado de Ximbinha agora com X.
Tudo porquê, quando assinou o destrato, ou seja, o documento que dava a ela a liberdade de deixar a banda, soube de uma cláusula que a manteria calada por cinco dias. Thábata não pode dar entrevistas até o início do carnaval,, ou seja, sexta-feira, 5.
Vale lembrar que a parceria de Thábata na banda durou apenas três meses. A loira decidiu largar o projeto do ex-marido de Joelma após vários desentendimentos. Em meio a polêmica, Ximbinha apenas se pronunciou através de sua assessoria dizendo que o que houve foi “divergência conceitual sobre o projeto”, a gota d’água foi uma discussão entre a loira e o guitarrista após o show que a banda fez na cidade de Tibau, no Rio Grande do Norte, dia 16 de janeiro.
De acordo com uma fonte ligada a Thábata, ela não aguentava mais ser maltratada por Ximbinha: “Tudo o que foi publicado sobre ele é a mais pura verdade. A situação ficou insustentável para ela, que já vinha planejando isso há algum tempo”, conta a fonte. “Eles tiveram uma briga horrível no último show. Ele vive bêbado”.

Thábata Mendes na Praia de Pipa - Rio Grande do Norte