Modernização da feira livre é tema de encontro em Belém do São Francisco

O evento aconteceu no Plenário da Câmara de Vereadores, na última segunda-feira (27)  (Foto: Izaurino Brasil)
No dia 27 de julho a prefeitura de Belém do São Francisco realizou, em parceria com o SEBRAE, um encontro para tratar da atualização e requalificação da feira livre do município.

Na ocasião, as consultoras Carol Avelino e Robssa Jacó ministraram uma palestra para apresentar o novo "Programa de Modernização das Feiras Livres" de Pernambuco, que visa a organização das feiras, oferecendo um ambiente melhor tanto para os feirantes quanto para os clientes.

Entre os temas abordados podemos destacar a criação de um comitê, que será formado por feirantes e poder executivo, e que deverá planejar e traçar metas no intuito de melhorar a qualidade dos serviços e produtos que são ofertados na feira.

Para o prefeito Gustavo Caribé, que também esteve presente, a previsão é que entre os meses de agosto e novembro os feirantes já possam estar instalados no Centro de Atividades Econômicas do Município, o Pátio da Feira, localizado no bairro Beira Rio. "Em breve, iremos oferecer um ambiente agradável, com a infraestrutura adequada e é essencial que todos possam receber essa capacitação para que, assim, consigam melhorar os seus faturamentos", disse Caribé.

O analista Helder Freitas, o prefeito Gustavo Caribé e a analista Maria Regina Santana, durante encontro para tratar da modernização da feira-livre do município. Foto (Izaurino Brasil)

O evento aconteceu no Plenário da Câmara de Vereadores e ainda contou com a participação dos analistas Helder Freitas e Maria Regina Santana (ambos do SEBRAE/Petrolina), secretários municipais, profissionais da saúde, diretores de órgãos municipais, representante da CDL, feirantes e populares.

Polícia Federal deflagra 16ª etapa da Operação Lava Jato

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta terça-feira (28), a 16ª fase da Operação Lava Jato. Batizada de Radioatividade, a ação conta com 180 agentes que cumprem 30 mandados judiciais em Brasília, Rio de Janeiro, Niterói, São Paulo e Barueri.
De acordo com informações da jornal O Estado de S. Paulo, a operação investiga formações de cartel e ajuste prévio de licitações nas obras da usina de Angra 3, além de pagamento de propinas a funcionários da estatal. Dos 30 mandados judiciais, 23 são de busca e apreensão, 2 de prisão temporária e 5 de condução coercitiva. Os dois presos serão levados para a superintendência da Polícia Federal em Curitiba

Dilma exige que ministros enquadrem bancadas para barrar impeachment

A presidente Dilma Rousseff cobrou na segunda-feira, 27, de 12 ministros que mobilizem as bancadas de seus partidos para impedir que propostas pedindo o seu afastamento do cargo contaminem a pauta do Congresso a partir da próxima semana, quando terminar o recesso parlamentar. Com receio de que o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), admita a tramitação dos pedidos de impeachment antes mesmo dos protestos marcados para 16 de agosto, o governo iniciou uma estratégia para pôr um freio de arrumação na base aliada. Em reunião com o vice-presidente Michel Temer e os ministros, na tarde de segunda-feira, Dilma pediu ajuda para garantir apoio político no Congresso e evitar as manobras de Cunha, que rompeu com o governo após o lobista Júlio Camargo, delator da Operação Lava Jato, acusá-lo de receber US$ 5 milhões em propina. Dilma disse no encontro que o caso de corrupção na Petrobras, revelado pela Lava Jato, provocou instabilidade política e econômica. Segundo dois ministros ouvidos pelo jornal “O Estado de S. Paulo”, a presidente observou que, por causa da sucessão de escândalos, o Produto Interno Bruto (PIB) caiu um ponto. A preocupação de Dilma é com o agravamento da crise em agosto, quando o Congresso retoma suas atividades, e com os protestos de rua pelo impeachment convocados em todo o País que na segunda-feira ganharam o apoio formal do PSDB, principal partido de oposição. Segundo o senador Aécio Neves (PSDB-MG), os tucanos vão utilizar inserções partidárias de TV na próxima semana para estimular a participação popular nos atos pró-impeachment. Ao falar na segunda-feira sobre os planos do governo para superar dificuldades, Dilma reforçou o pedido para que ministros conversem com deputados e senadores dos partidos aliados com o objetivo de impedir, também, a votação da chamada “pauta-bomba”, que aumenta as despesas e coloca sob risco o ajuste fiscal. Ela chegou a citar o projeto que foi obrigada a vetar, aumentando os salários do Judiciário em até 78,5%. Na quinta-feira, Dilma vai se reunir com 27 governadores, em mais uma tentativa de obter sustentação política. “Se esperar só da União, não há solução. Eu acho que os governadores serão bons articuladores, especialmente em benefício dos Estados”, comentou Temer, após a reunião de segunda-feira. “Quando se tem aumento de despesas na área federal, isso repercute em cascata nos Estados. De modo que eles serão bons aliados.” Fonte: Estadão

Rejeição do governo Dilma na Bahia chega a 84%, aponta pesquisa

Assim como as recentes pesquisas do Ibope, Datafolha e MDA já indicavam o aumento da reprovação do governo Dilma, na Bahia a coisa não é diferente. Entre os baianos, responsáveis por mais de cinco milhões de votos, cerca de 70% dos votos válidos, a rejeição da presidente cresceu surpreendentemente. 
 
De acordo com o levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, 84,4% dos entrevistados desaprovam o governo. No total, apenas 13,2% dos baianos ouvidos pelo Paraná Pesquisas  aprovam a  administração da petista, enquanto outros 2,4% não opinaram.
 
E não para por aí. A insatisfação aumentou tanto que 68,3% das pessoas entrevistadas são favoráveis ao  afastamento Dilma por impeachment. Já 22,8% são contra a medida, 6,8% são indiferentes e apenas 2% não responderam. 

Entre os que mais desaprovam o governo Dilma estão os eleitores entre 16 e 24 anos. Do total dessa faixa etária, 88,6% reprovam e apenas 8,6% avaliam de forma positiva. Já na faixa etária dos 25 aos 34, os índices são, respectivamente, 84,4% e 11,8%. A melhor performance da petista se dá entre as pessoas a partir dos 60 anos: 18,9% delas aprovam a atual gestão; outros 78,5%, não.
 
Na análise baseada na escolaridade, a má avaliação do governo é maior entre eleitores mais instruídos. A reprovação chega a 86,4% com os entrevistados com ensino médio.  Já nos recortes sobre classe social e sexo, o instituto não detectou alterações significativas entre uma faixa e outra, geralmente oscilando dentro da margem de erro da pesquisa, que é de três pontos percentuais para mais ou para menos. (Via: Bocão News)

Caixa Econômica bancou pedaladas de Dilma durante 21 meses, diz jornal

A Caixa Econômica Federal bancou pedaladas fiscais da presidente Dilma Rousseff (PT) durante 21 meses, quando o governo federal deixou de repassar os recursos à agência que atua com financiamentos de obras do  governo. Os repasses deveriam ter saído do Tesouro Nacional para a Caixa realizar o pagamento do seguro-desemprego, como isso não ocorreu, o saldo do programa ficou no vermelho. Essa manobra, chamada de "pedalada fiscal", foi intensificada no ano de 2013 e só interrompida em outubro de 2014, às vésperas de a reeleição ser definida. Segundo comparativo do jornal o Estado de S. Paulo, o período com saldo negativo é superior ao dos dois presidentes que a antecederam. Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) e Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010) tiveram, inclusive, mais tempo de mandato do que Dilma até aqui.

Ao todo, o saldo negativo do governo Dilma com a Caixa alcançou R$ 34,2 bilhões em recursos obrigatórios para pagar programas sociais, como Bolsa Família, seguro-desemprego e abono salarial, entre o início de 2011 e o mês de abril deste ano. Esses atrasos foram cobertos pelo banco, que precisou usar recursos próprios. As "pedaladas fiscais" estão hoje no centro de um cabo de guerra entre Dilma e o Tribunal de Contas da União (TCU), que avaliará se as irregularidades são motivo para a reprovação das contas de 2014 da presidente. A oposição espera um parecer da corte pela rejeição para embasar um pedido de impeachment de Dilma.

Lava-Jato: Chefe da Eletronuclear teria recebido R$ 4,5 milhões em propina

Preso na manhã desta terça-feira (28) em nova fase da Operação Lava Jato, o presidente licenciado da Eletronuclear, Othon Luiz Pinheiro da Silva, teria recebido R$ 4,5 milhões em propinas pagas pelas empresas Andrade Gutierrez e Engevix, segundo a Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF). Os pagamentos, de acordo com o jornal o Globo, teriam sido realizados entre 2009 e 2014 por meio de empresas de fachada contratadas pelas empreiteiras apenas para repassar recursos ao dirigente da estatal.
Um dos pagamentos, segundo a PF, ocorreu em dezembro do ano passado, dias depois da prisão de executivos de grandes fornecedoras da Petrobras. Integrantes da Força-Tarefa da Lava-Jato afirmam que a realização de um pagamento dessa natureza em meio às investigações torna ainda mais grave a suspeita de envolvimento do presidente licenciado da Eletronuclear.

O pagamento realizado em dezembro de 2014 foi realizado para a empresa Aratec Engenharia Consultoria & Representações, com sede em Barueri, no interior de São Paulo. De acordo com o registro da Receita Federal, as sócias da empresa são Ana Cristina da Silvia Toniolo e Ana Luiza Barbosa da Silva Bolognani. As duas são investigadas na operação e foram alvos de mandados de condução coercitiva na manhã desta terça-feira, para que prestem depoimento à Justiça. Para a PF e o MPF, Othon Luiz Pinheiro da Silva é o verdadeiro dono da Aratec.

A origem dos pagamentos ao presidente da estatal seriam um contrato da Andrade Gutierrez com a Eletronuclear, de 1983, que recebeu aditivo de R$ 1,2 bilhão, em 2009, e a licitação de Angra 3, que teria sido direcionada para sete empresas que formaram os dois consórcios vencedores da montagem da usina, entre elas a Andrade. Em 2014, os consórcios se uniram em uma única empresa, que passou a se chamar consórcio Angramon. Todos os integrantes são investigados nesta nova fase da Lava-Jato.
De acordo com MPF, embora a Engevix não participe do consórcio principal de Angra 3, a empresa mantém outros contratos com a estatal. Com relação a Flavio Barra, o executivo da Andrade Guttierez que foi preso, ele foi indicado, apontado por Dalton Avancini, como o representante da Andrade Guttierez que discutia valores a respeito da propina de Angra 3.
Embora o único político alvo desta nova fase seja o presidente licenciado da Eletronuclear, a PF acredita que, com o avanço das investigações, pode-se chegar a novos nomes vinculados a partidos. Por meio de nota, a Andrade Gutierrez informou que acompanha a nova fase da Operação Lava-Jato e disse estar sempre “à disposição da Justiça”.

Jovem de 16 anos está desaparecida desde o último domingo (26) da cidade de Orocó, no Sertão de PE

Dariana
A jovem Dariana Silva de Novaes de apenas 16 anos, filha do casal Manoel Domiciniano Novaes Amando e Lusineide Lourdes da Silva, residentes no Bairro da Cohab, na cidade de Orocó, no sertão de Pernambuco, está desaparecida desde o final da tarde deste último domingo, dia 26 de julho. De acordo com as informações de Luana, que é irmã de Dariana ao Blog, a mesma teria sido vista já no início da noite do último domingo na beira da BR 428, nas proximidades de um posto de combustível, provavelmente pegando carona no sentido a Petrolina.
A irmã avisa ainda que Dariana a jovem desaparecida tem problemas de saúde, por isso teria feito algo dessa natureza sem comunicar a família e sem que ninguém percebesse. Luanaainda disse que todas as medidas já foram adotadas, mesmo assim aguarda a colaboração de todos no sentido de que sua irmã seja localizada o mais rápido possível.
Quem tiver alguma informação que possa levar ao paradeiro da jovem Dariana Silva Novaes, por gentileza entrar em contato pelos fones: (87) 99945-4145 ou (87) 99947-6230.

CONVITE - AUDIÊNCIA PÚBLICA, para Apresentar e Discutir a Lei de Diretrizes Orçamentária – LDO e a Proposta Orçamentária Anual – LOA para o exercício de 2016

O MUNICÍPIO DE BELÉM DO SÃO FRANCISCO, por meio da Secretaria Municipal de Administração, Secretaria Municipal de Finanças e Sistema do Controle Interno, CONVIDA a todos os munícipes a participarem da AUDIÊNCIA PÚBLICA, para Apresentar e Discutir a Lei de Diretrizes Orçamentária – LDO e a Proposta Orçamentária Anual – LOA para o exercício de 2016, no seguinte local, data e horário:


Local – Plenário da Câmara Municipal de Vereadores
Av. Cel. Caribé, 755 – Centro
Data – 30 de julho de 2015
Horário – 07:30h


Assim, todos ficam devidamente convocados a participarem desta audiência.

Prefeitura de Belém do São Francisco lança edital para a eleição do Conselho Tutelar

Foi lançado nesta segunda-feira, dia (27), o edital para as eleições do Conselho Tutelar do município, que deverão acontecer no dia 10 de outubro.

As inscrições vão de 04 de abril a 05 de maio e, para concorrer a um das cinco vagas, os candidatos deverão possuir idade superior a 21 anos; residir no município de Belém do São Francisco há pelos menos dois anos; ter concluído o ensino médio; ter experiência comprovada de, no mínimo dois anos, na área de defesa dos direitos ou de atendimento à criança e adolescente; entre outros. (clique aqui para baixar o edital)

Os formulários preenchidos e as cópias dos documentos deverão ser entregues, mediante protocolo, no horário de 08h às 13h, de segunda a sexta-feira, na Casa dos Conselhos do Município, próxima ao antigo Cine Irapã. (Vai: Ascom)

MEC aponta erros em matéria do ‘Bom Dia Brasil’ sobre Fies

fiesNa manhã desta segunda-feira (27), o Bom Dia Brasil , da TV Globo, veiculou uma reportagem sobre o Fies, apontando que mais de 200 mil alunos foram prejudicados por não conseguirem renovar o crédito estudantil do governo. “Mudar a regra no meio do jogo é complicado. E esses estudantes não sabem nem por que foram cortados”, diz a matéria.
O Ministério da Educação publicou uma nota oficial em seu site rebatendo essa e outras informações da reportagem que, segundo o órgão, contém “incorreções”. “Não existem ‘200 mil contratos’ do Fies que deixaram de ser renovados. Conforme informado à emissora, o balanço final será apresentado no decorrer desta semana, já que o prazo para renovação se encerrou no dia 15 último. O MEC reafirma, porém, que os levantamentos preliminares apresentam um número inferior a 100 mil”, diz a nota.
Outro ponto levantado pela reportagem são os juros. “Mesmo quem conseguiu renovar vai pagar juros maiores, que passaram de 3,4% para 6,5%, ao ano.” O MEC, por sua vez, contrapõe o dado. “Essa informação não é correta. A mudança na taxa de juros só vale para os novos contratos, que serão firmados a partir do segundo semestre deste ano.”
Bom Dia Brasil informou ainda que prazo de renovação foi prorrogado três vezes, que o sistema ficou fora do ar e, com isso, beneficiários reclamam por não conseguir renovar pelo computador.  “O sistema online de renovação do Fies, aberto desde o dia 31 de janeiro, apresentou problemas técnicos no período de 23 de janeiro a 7 de março último. Tais falhas foram solucionadas, e o sistema vem funcionando perfeitamente desde 8 de março, o que permitiu o aditamento de mais de 1,8 milhão de contratos”, respondeu o órgão.
A nota reforça que os estudantes que já estão no Fies e que não realizaram o aditamento referente ao primeiro semestre de 2015 podem fazê-lo durante o período de renovação do segundo semestre, que terá início no próximo dia 3 de agosto.
Fonte: Terra