Estão abertas as inscrições para a CNH popular 2015 do DETRAN/PE

As inscrições para a obtenção da primeira Carteira Nacional de Habilitação – CNH, dentro do Programa CNH Popular, que atende também renovação, adição e mudança de categoria, estão abertas até 10 de maio e devem ser feitas, exclusivamente, pelo site do Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco – DETRAN-PE.
Em 2015, o Programa vai beneficiar 18 mil cidadãos, divididos igualmente entre a Região Metropolitana e o interior do Estado. Eles terão a oportunidade de realizar, gratuitamente, todas as etapas para ter o direto a uma CNH.
De acordo com o diretor presidente do DETRAN-PE, Charles Ribeiro, o público-alvo do CNH Popular é formado por pessoas em situação social de vulnerabilidade como cidadãos de baixa renda, desempregados, beneficiários de programas assistenciais, como o Chapéu de Palha e o Bolsa Família. “Recentemente, tivemos a honra de entregar a centésima milésima CNH Popular no sertão do estado. Em oito anos, o CNH Popular triplicou o número de beneficiários, aumentando a chance de ingresso no mercado de trabalho. Além disso, o Programa antecipou, em oito anos, o que viria a se tornar obrigatório em função da Lei 13.103, de maço de 2015, que estabelece como direito dos motoristas profissionais o acesso gratuito a programas de formação e aperfeiçoamento. A diferença é que o CNH Popular abrange todos os cidadãos, sejam ou não profissionais do volante”, destacou Ribeiro.

Como Funciona o CNH Popular: Ao fazer sua inscrição, o candidato preenche um cadastro onde informa dados que permitirão sua alocação num dos grupos contemplados pelo Programa. Além dos dados pessoais, devem ser informados o número de dependentes do candidato, a situação empregatícia, valor da renda, dentre outros.
Finalizadas as inscrições, será disponibilizada e divulgada, no site do DETRAN/PE, a relação dos 18.000 selecionados de acordo com a ordem de classificação por segmento.
Por fim, começa a fase de convocação. Os candidatos convocados comparecem ao DETRAN/PE munidos da documentação exigida para cada segmento beneficiado, tendo em vista comprovar as informações prestadas no ato da inscrição. Estando tudo ok, o selecionado começa a usufruir o benefício.
Em 2015, o Programa vai beneficiar 18 mil cidadãos, divididos igualmente entre a Região Metropolitana e o interior do Estado. (Foto: Paulo Maciel – Imprensa – DETRAN-PE)

Enquanto isso...

Tucanos querem levar impeachment ao plenário

Decididos a formalizar um pedido de impeachment contra Dilma Rousseff, os líderes do PSDB no Congresso discutem o que fazer caso o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, envie o documento à gaveta. Primeiro, exigirão que a decisão seja compartilhada com a Mesa diretora da Câmara. Como último recurso, pretendem requerer que o tema seja decidido em votação no plenário da Casa.
Líder da oposição na Câmara, o deputado Bruno Araújo (PSDB-PE) encomendou uma pesquisa à sua assessoria. Descobriu que há um precedente. “O histórico revela que, em dois pedidos de impeachment formulados contra o presidente Fernando Henrique e indeferidos pelo então presidente da Câmara, Michel Temer, houve recursos. E o Temer submeteu um desses recursos ao plenário. A votação manteve o arquivamento.”
Hoje, Temer é vice-presidente de Dilma e considera a hipótese de um pedido de impeachment “impensável”. Correligionário de Temer, Eduardo Cunha não chega a usar o mesmo termo categórico. Mas afirma que, por ora, não vê motivação para a abertura do processo.
“Essa não é uma decisão monocrática (individual) do presidente da Câmara”, diz Cássio Cunha Lima (PB), líder do PSDB no Senado. “A Mesa diretoria tem que ser ouvida. E o plenário, que é soberano, terá de se pronunciar.” Conforme já noticiado aqui, os líderes do PSDB na Câmara e no Senado planejam protocolar o pedido de impeachment em maio. (Por Josias de Souza)

Tarcísio da Buzina promete muito barulho contra o Flamengo


Podem chamá-lo de chato, irritante e até cabuloso, mas o fato é que, independentemente do adjetivo utilizado, Tarcísio da Buzina é praticamente um patrimônio do futebol de Salgueiro. Em todos os jogos do Carcará no Cornélio de Barros ele é o responsável pelo enorme barulho que se ouve no estádio sertanejo. O instrumento para isso é a buzina que já tirou a paciência de muitos treinadores do Estado. Na noite desta quarta-feira, contra o Flamengo, pela Copa do Brasil, não será diferente. Pela frente ele terá um adversário de peso: o técnico Vanderlei Luxemburgo, conhecido por não ser muito simpático com os torcedores barulhentos.

Tarcísio, contudo, não se importa muito com o duelo contra Luxemburgo. Para ele, que acompanha o Salgueiro há dez anos, o mais importante é incentivar o time da cidade natal. "Eu como torcedor vou estar sempre buzinando. Estou na minha e preocupado com o meu papel. Ele como técnico tem que ver a parte dele. Vou ficar na arquibancada fazendo o meu barulho", disse.

A buzina salgueirense existe há nove anos e surgiu durante as jornadas com o time de coração por Pernambuco. Durante esse período, Tarcísio, que curiosamente se chama Francisco Gomes, irritou vários treinadores com o buzinaço. No entanto, segundo o torcedor de 49 anos, um dos poucos que de fato perdeu a paciência foi Mazola Júnior, na época que comandava o Sport. "Vários já se irritaram, mas o Mazola foi que deu problema. Chegaram a tirar a minha buzina, mas foi resolvido porque eu estava no meu direito", explicou.


Sobre a partida desta quarta-feira, Tarcísio não esconde o otimismo com o Salgueiro, ainda mais depois da vitória de 2x0 sobre o Sport no último domingo, pelas semifinais do Pernambucano. "Se for 1x0 para mim vai estar de bom tamanho e vai ter buzina se ganhar", afirmou o torcedor buzinando forte para todos ouvirem. (JC Online)

Preso envia pedido de liberdade ao STJ escrito em papel higiênico

Um pedido de habeas corpus endereçado ao presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Francisco Falcão, surpreendeu nesta segunda-feira funcionários da Seção de Protocolo de Petições da Corte. Dentro de um envelope, eles encontraram caprichosamente dobrado cerca de um metro de papel higiênico com o pedido, escrito de próprio punho por um preso do Centro de Detenção Provisória (CDP) I de Pinheiros, na Zona Oeste de São Paulo.

O detento argumenta na correspondência que está preso irregularmente, por um crime já prescrito, desde 2006.

De acordo com a legislação brasileira, o habeas corpus pode ser impetrado por qualquer pessoa (e não só por advogados), em qualquer meio.

O ministro Francisco Falcão apreciou o pedido e o remeteu ao Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), já que, segundo o STJ, o caso não se enquadra nas hipóteses em que a Constituição autoriza a análise do habeas corpus pelo STJ.

Segundo funcionários da Corte, esse é o primeiro pedido de liberdade que chega ao local através de um papel higiênico. O STJ já havia recebido, em maio do ano passado, dois pedidos similares escritos pelo mesmo detento em pedaços de lençol.

O papel higiênico foi fotocopiado e digitalizado. A peça, a exemplo dos pedaços de lençol, irá agora para o acervo do Museu do STJ. (O Globo)

Inmet confirma tornado no Oeste catarinense

Duas pessoas morreram, 120 ficaram feridas e aproximadamente mil pessoas ficaram desabrigadas
O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) confirmou na manhã desta terça-feira (21) que Xanxerê, no Oeste catarinense, foi atingida por um tornado no final da tarde de segunda (20).
Duas pessoas morreram, 120 ficaram feridas e aproximadamente mil pessoas ficaram desabrigadas, conforme o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar da cidade. Pelo menos 2,6 mil casas foram danificadas e cerca de 200 mil unidades consumidoras ficaram sem luz na região devido à queda de cinco torres de transmissão de energia.
Os ventos que formaram o tornado podem ter variado de 100km/h até 330km/h por volta das 15h, horário do fenômeno, conforme o Inmet. Há uma estação meteorológica do instituto na cidade que marcou  ventos de 84 km/h no horário. Entretanto, a estação fica longe dos bairros onde ocorreu o tornado. Ela  não registrou a velocidade dos ventos que formaram o fenômeno.
“Pelas características dos estragos e pela intensidade dos ventos, definimos a classificação do tornado. Este deve ficar entre F2 e F3, pelas imagens disponíveis”, disse Mamedes Luiz Melo, meteorologista do Inmet Brasília.

A escala de classificação de tornados começa em 65 km/h e chega a mais de 500 km/h. O F0 é o mais fraco e o F5 é considerado o mais forte. O fenômeno de Xanxerê foi classificado com danos de fortes a severos pelo Inmet.
Ao menos cinco torres de energia, que suportariam ventos de até 200 km/h, desabaram. Na cidade, muitos carros foram virados com o fenômeno, capotando lateralmente, o que também indicaria a característica cíclica dos ventos. (G1)

Fora do Carioca, Luxemburgo foca na Copa do Brasil e no Brasileirão

O Flamengo foi eliminado do Campeonato Carioca, mas terá pouco tempo para lamentar a saída do Estadual. Os rubro-negros voltam a campo nesta quarta-feira, quando vão encarar o Salgueiro, no interior pernambucano, pela segunda fase da Copa do Brasil. O técnico Vanderlei Luxemburgo afirmou que a comissão técnica já vem estudando o adversário, mas não gostou da data da partida.
“O jogo já estava programado, não adianta reclamar. Temos dois profissionais observando o Salgueiro contra o Sport, filmando o campo, o time deles jogando. Na Copa do Brasil você pode ser surpreendido. Vai todo mundo, temos um jogo fretado”, declarou.
No entanto, Luxemburgo ainda teve que dar explicações sobre a saída do Campeonato Carioca. O treinador destacou que o elenco vinha sofrendo com o desgaste físico e lesões, ressaltando também que a comissão técnica vai analisar o rendimento da equipe até o momento para buscar melhorias no restante da temporada.
“Chegamos à semifinal combalidos. Jogadores voltando, sem comportamento físico, sem sequência de jogos. Mas acho que estamos no caminho certo, temos que corrigir alguns erros apresentados no estadual. A temporada ainda tem tudo para ser boa. Queria ganhar, mas serve para analisarmos o que fazer no restante da temporada”, avaliou Luxa.
Para o comandante rubro-negro, algumas coisas devem mudar para que o Flamengo possa realizar um bom Campeonato Brasileiro. Luxemburgo espera melhorias no desempenho do time, além de alguns reforços.
“Algumas coisas precisam ser feitas para avançarmos. Não é apenas contratação. Para estar entre os quatro da Libertadores temos que direcionar nosso trabalho para essas equipes. Estamos avançados com a base de 2014. Olhamos para o Brasileiro com boa expectativa, mas é uma competição muito forte”, finalizou.
Fonte: ESPN

Salgueiro começa a se preparar para enfrentar o Flamengo

2015_salgueiro_x_flamengo_escudo_copa_do_brasil_560_1Depois de derrotar o Sport por 2 a 0 no último domingo (19), no jogo de ida das semifinais do Campeonato Pernambucano, o Salgueiro ganhou ânimo e iniciou os preparativos para enfrentar o Flamengo nessa quarta-feira (22), no Estádio Cornélio de Barros (Salgueirão). Para o técnico Sérgio China a única dúvida é o atacante Anderson Lessa, mas o restante do time está com força total para a partida histórica, válida pela segunda fase da Copa do Brasil.
Nos treinos o clima é de descontração, mas o técnico lembra que a concentração deve ser mantida, já que esse jogo contra o Flamengo é de muita dificuldade. O objetivo do Carcará do Sertão é construir um placar no Salgueirão que garanta o jogo de volta, no Estádio Maracanã, no Rio de Janeiro. Por outro lado, o Flamengo pretende fazer um bom placar aqui e eliminar o jogo de volta.
Da redação do Blog Alvinho Patriota

Dois amores: jogo entre Salgueiro e Flamengo divide torcedores no Sertão

A partida entre Salgueiro e Flamengo, pela segunda fase da Copa do Brasil, está mexendo com os corações de vários torcedores na cidade do sertão pernambucano. Flamenguistas por anos e anos, eles também torcem para o Carcará e frequentam o estádio Cornélio de Barros apoiando o time local. Agora, com o confronto histórico entre os dois times, surgiu a dúvida: para quem torcer na quarta-feira?
Torcedor do Flamengo desde 1978, Nilton Vieira, 50 anos, adotou o Salgueiro quando o clube foi fundado, em 2005.  A partir daí, passou a vibrar pelos dois. O que o salgueirense não esperava, era que um dia as equipes fossem se enfrentar em uma partida oficial. Quando soube da confirmação do jogo histórico, ele não perdeu tempo, comprou o ingresso e teve que decidir para quem seria a sua torcida. Dividido entre dois amores, optou por um.
-  Ver o Flamengo vai ser um sonho de todos nós, principalmente com um time que eu gosto.  Mas na hora do jogo, eu sou Carcará. Sou pernambucano, é o time da minha cidade – revela o torcedor, garantindo que, caso o Flamengo faça gol, ficará calado, sem comemoração.
Se Nilton decidiu ficar com o Salgueiro, seu filho de 19 anos, Nilton Junior, estará do outro lado da arquibancada, torcendo pelo Flamengo.  
- Essa foi uma indecisão grande, porque torço para o Flamengo desde que nasci.  É um sonho ver o time jogando e o Salgueiro eu acompanho sempre, todo jogo eu estou no estádio. Foi uma decisão complicada. Mas nesse jogo, vou ficar na torcida do Flamengo.  Quero sentir aquela emoção de ficar gritando com a torcida, que eu só vejo pela televisão – explica Junior.
Mesmo decidindo ficar na torcida rubro-negra, Junior não quer que o Salgueiro sai de campo derrotado. O flamenguista espera ver um jogo épico.
-  Por mim, se desse empate, com um grande jogo seria bom. O Flamengo ganhando por 2 a 1 e o Salgueiro empatando aos 48 do segundo tempo, seria bom demais.
Salgueirenses e flamenguistas, a divisão entre pai e filho será apenas na Copa do Brasil. No decorrer do ano, eles esperam que os times do coração deem muitas alegrias nas Séries A e C do Campeonato Brasileiro.

Ministro do STF diz que política não é espaço de gente que não deu pra nada

O ministro Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso defendeu que a reforma política é necessária para atrair mais pessoas para a política, que não pode ser "espaço de gente que não deu pra nada".
"Sou professor há mais de 30 anos. Já formei juízes, desembargadores, advogados. Mas não devo ter tido um que foi para a política. Não atrai vocações. Não podemos deixar que a política seja espaço de gente que não deu pra nada", disse o ministro em palestra na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.
Para Barroso, uma das formas de possibilitar o acesso de novos quadros na política seria o financiamento público. "A política não pode ser o espaço dos aventureiros e gente interessada em fazer negócios", disse o magistrado, para quem os novos políticos devem ser guiados pelo "patriotismo, idealismo e serviço público".

Na opinião do ministro, o Judiciário "não pode ser protagonista" da reforma política, e ele diz confiar que o Congresso chegará a um avanço na matéria, "mesmo que não agrade a todos".
Em dezembro de 2013, o Supremo começou a julgar um pedido da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para que seja declarado inconstitucional o financiamento de campanhas por empresas. Em abril, quando a maioria da corte (6 ministros) já havia votado contra o financiamento privado, o ministro Gilmar Mendes pediu vista do processo, que está parado desde então. Na semana passada, Mendes defendeu que a decisão sobre o tema cabe ao Congresso e que o STF deveria "calçar as sandálias da humildade". Na sexta (17), o PT anunciou que os diretórios do partido não poderão mais receber doações de empresas.